Mais uma prova de que os Judeus eram negros, morenos ou pardos descendentes de Araão e com provas em DNA!

Desde que eu escrevi que os Anunnakis são negros albinos, não houve comentário, talvez porque as pessoas não acreditam, porque Judeus são tão branquinhos de pele, mas os dados estão reescrevendo a história da humanidade. Uma tribo do norte de África do Sul, exatamente onde Enki montou seu laboratório de pesquisas e mudanças genéticas, tem descendência judaica, esse povo se chama Lemba. Os Lemba fazem a circuncisão, casam-se apenas entre si, guardam um dia da semana para orações e não comem carne de porco. Essas semelhanças são bem mais a maior está no DNA, não tem como negar, a verdade está dentro do corpo deles.O historiador inglês Tudor Parfitt, diretor do Centro de Estudos Judaicos de Londres, estudo os Lembo durante os anos 80, e com formação linguística ele descobriu muito mais semelhanças que apareciam em nomes da tribos e identificou a raiz semita Hamisi e Sadiki. Descobriu muitas coisas incríveis e estão relacionadas ao Anunnakis. É incrível como a revelação funciona, muitas mentiras são descobertas por pequenos detalhes. De acordo com as histórias contadas pelos mais antigos da tribo, é que eles vieram de um local chamado Senna,Tudor Parfitt encontrou o local que seria Senna, era uma pequena vila no sul do Iêmen.Segundo as lendas locais, até o século X ela ficava em um vale fértil, abastecido por um açude. Quando este secou, a maioria das pessoas partiu.



Para mim foi a resposta que eu precisava. Porque no Iêmen é o local onde há muitas evidencias da vinda dos Anunnakis em nosso planeta, lá foi exatamente onde os arqueólogos encontraram várias formações intrigantes e que eu acho eram formações alienígenas. Essas formações foram passadas em um agroglifo: http://contatoalienigena.blogspot.com.br/2012/08/agroglifo-mostra-longitude-e-nao-hora.html

19° 43' 53" Iêmen.
Observe essas duas coordenadas:14° 1'24.52" N 48° 7'27.66" E e essa outra 14° 0'53.42" N  48°21'22.76" E

14° 1'24.52" N 48° 7'27.66" E

14° 0'53.42" N  48°21'22.76" E
Essas duas imagens você pode ver no googleearth, até mesmo voltar para trás para ver quando elas surgiram. O golfo de Aden foi exatamente onde os Anunnakis criaram os seres humanos e eles eram negros e não brancos. As provas são muitas e agora com a evidencia de que os antigos hebreus eram negros muitas mentiras cairão por terra, e até porque os judeus não querem ser lembrados como negros, sendo que Moisés era negro e pior era que todos sabemos que ele viveu entre os egípcios como filho de Ramsés e sabemos que os egípcios tinham pele vermelha.
Vamos, lá vamos começar contar a verdade: Adão (do hebraico אדם relacionado tanto a adamá, solo vermelho ou do barro vermelho, quanto a adom, "vermelho", e dam "sangue")

Porque Enki deu o nome de vermelho em ADÃO, é muito simples: Enki era albino e branco, os Anunnakis eram albinos de pele totalmente branca porque eles não tem a substancia na pele chamada melanina. Essa debilidade foi incorporada pela genética aos seres humanos, mas Adão como era usado a uma matriz primitiva da Terra provavelmente do Homo erectus, que já vinha em evolução há 500 mil anos atrás. Na verdade os Anunnakis chegaram no planeta Terra, 300 mil anos atrás e para comprovar há várias evidencias na África do Sul de antigas cidades de mineração de ouro.
Esse é o homo erectus, você deve estar pensando que os humanos são descendentes de africanos, mas é a verdade, o homo sapiens ascendeu do homo erectus e saíram da  África para o resto do planeta.

Enki usou uma matriz de um homo erectus e a matriz Anunnaki e dessa junção genética surgiu o homo sapiens, mas era um homem vermelho e não branco, como a maioria pensa e é difícil reconhecer isso porque há muito racismo, até mesmo de cientistas e antropologistas.
Somente depois de um estudo genético foi comprovada que os homens da tribo Lemba eram descendentes de judeus.Estes estudos foram feitos no ano de 1998. O geneticista inglês David Goldstein, da Universidade de Oxford, descobriu que 56% dos Cohanim estudados apresentavam certo tipo de assinatura genética que só se repetia entre 3% a 5% dos membros dos outros dois subgrupos judaicos, só Levi e Israel. Entre não judeus, a sequencia praticamente inexiste.Entre não judeus, a sequencia praticamente inexiste.Quando a pesquisa foi aplicada aos Lemba, veio a surpresa. Entre o clã Buba, um dos que formam a tribo, a incidência da assinatura foi de 53%. Nos demais clãs, ficou em 9%.Os Buba são o principal clã da tribo. Como as Cohanim, que no passado eram a elite dos judeus, de cuja linhagem saíam os sumos sacerdotes. O inglês Goldstein também conseguiu calcular uma data para a origem da assinatura genética. Segundo o geneticista, ela teria pertencido a um ancestral que viveu entre 2.600 e 3.100 anos atrás. Pela tradição judaica, o período coincide com a vida de Aarão, o irmão de Moisés, de quem os Cohanim se dizem descendentes diretos.
Para quem não sabe quem é Aarão:
 Aparece na bíblia quando Jeová, o Deus de Israel o envia desde o Egito para se reunir com o seu irmão Moisés no Monte Horeb. Tornou-se escolhido por Deus como porta-voz de Moisés (que teria problemas de dicção de acordo com a tradição),e serviu como orador junto do Faraó, nas diligências que permitiram a realização do Êxodo e da libertação do povo hebreu do Egito, em direção à Terra prometida.
Há muita mentira de que Moisés falou tudo que falava como muita gente ignora o fato Aarão era o porta-voz de Moisés porque tinha problema de dicção e era medroso. Sendo que Aarão era muito mais um profeta que Moisés e quem realmente ajudou Moisés, até mesmo se não fosse Aarão não haveria o Êxodo, pois Aarão era muito mais crédulo do poder de Deus, assim Aarão foi o primeiro sacerdote dos Hebreus. Foi enterrado na terra dos endomitas, novamente: Edom (em hebraico: אֱדוֹם, hebraico moderno: Edom, tiberiano: Edom, "vermelho"; assírio: Udumi; siríaco: ܐ ܕ ܘ ܡ; grego: Ἰδουμαία, Idoumaía; latim: Idumæa ou Idumea) foi um reino ao sul da Jordânia no primeiro milênio a.C na Idade do Ferro. A região tem muito arenito avermelhado, que pode ter dado origem ao nome.
Então para a gente fechar esse assunto com chave de ouro: Moisés viveu entre os Egípcios e sabemos que os egípcios são de pele morena ou vermelha, não existe egípcio branco. O que a gente tem é que ficar brigando com as pessoas é que não existe egípcio branco, só se nasceu na Europa e foi morar no Egito. Logicamente, Moisés foi filho ilegítimo de um faraó egípcio, Amenhotep, era prícipe do Egito e membro da Sublime Ordem dos Irmãos de Heliópolis.
 Nessa Irmandade, que congregava grandes sábios e as principais personalidades do estado egípcio, ele exercia altas dignidades, quando descobriu ser realmente descendente de pais hebreus. Essa descoberta muito o perturbou, pois foi então que percebeu o erro mortal em que vivia, adorando falsos deuses e adotando costumes diferentes daqueles que seu povo praticava.
Observe nesse texto que Moisés descobriu tardiamente que era Hebreu, mas por que isso? Porque Moisés era de pele ou mais escura que os egípcios ou igual a eles. Entendem, a verdade está na descoberta que ele era Hebreu e não era egípcio, mas passava-se com egípcio, então essa é a prova que ele era negro, pardo ou vermelho. Outra história que muitos leem na Bíblia só que não se perguntam sobre os detalhes, que são o alvo da mentira e da falsidade, sobre a origem dos Hebreus.
Vou começar como famoso José do Egito, que era negro, pardo ou vermelho, mas por que ele era não era branco?Porque ele foi ajudante de um faraó um tipo de chanceler do Faraó e ganhou um título: ADON do EGITO.
Durante a seca, que atingia toda a região, Jacó (era pai de José) , envia seus filhos para comprar mantimento no Egito. Ao chegarem ao Egito, encontram-se com José, mas não o reconhecem (pode ser interpretado a seguinte maneira: que ele era parecido com os egípcios), porém José os reconhece, os trata friamente, e especulando sobre suas origens, os acusa de serem espiões. Quando José tem certeza de que são seus irmãos, os mantém presos por três dias, liberando-os para levar comida a seus familiares sob a condição de que um deles permanecesse no Egito, enquanto os demais traziam o irmão mais novo como prova de que não eram espiões.
Nessa passagem é possível notar que os próprios irmãos não o reconheceram, por ser moreno como os egípcios. Pode ser interpretado que ele usasse uma peruca ou alguma maquiagem, mas ele conversa com eles durante um bom tempo e passasse como um egípcio.
Bem, vamos lá, a doença vitiligo. Vitiligo é uma doença não-contagiosa em que ocorre a perda da pigmentação natural da pele. Patologicamente, o vitiligo caracteriza-se pela redução no número ou função dos melanócitos, células localizadas na epiderme responsáveis pela produção do pigmento cutâneo — a melanina.
A imagem abaixo foi uma reconstituição de um rosto de um judeu do século 1, observe que a formação do rosto é de um homem moreno e até usaram uma cor mais morena ao rosto, porque hebreu não é branco. Para mim, os Judeus não gostam dessa ideia e talvez medo de racismo contra eles, ou medo de serem associados aos negros e ate´mesmo explica porque Hitler escolheu o povo judeu para eliminá-los da terra em sua ideia idiota de raça ariana.

Essa imagem também foi rejeitada pela Igreja porque Jesus deve  ser branquinho e de olhos azuis.

A pior farsa da história é essa dizer que os hebreus eram brancos e que Jesus era banco de olhos azuis, que isso gente, é o mesmo que ignorar  a história e toda a verdade da história da humanidade. Até hoje há esse tipo de racismo ao povo negro, sendo que todos os hebreus e egípcios eram ou vermelhos, pardos ou negros. Observe as imagem feita por artistas da época sobre o povo hebreu, observe os cabelos encaracolados.

Até mesmo, historiadores querem retirar a ascendência dos negros nas imagens dos faraós do Egito, essa imagem é de Tutancamon e ele era negro filho de Akhenaton que também era negro.ESTE ARTIGO QUER TIRAR A VERDADE DE QUE OS EGÍPCIOS ERAM MORENOS OU PARDOS.
http://roberto-cavalcanti.blogspot.com.br/2010/06/farao-tutancamon-tem-dna-996-europeu.html
O que acontece agora é que todos os europeus são descendentes de homens negros ou vermelhos ou pardos, a piada é que o resultado é usado de uma forma que parece querer encobrir a verdade novamente. Como esses branquelos, não gostam de ter a pele morena. Mas sabemos a verdade e agora eu escrevo o seguinte: não adianta fugir da verdade, os europeus são descendentes de negros e pardos e posso até completar que os orientais também.

FONTES DE PESQUISA
httjp://www1.uol.com.br/biblia/curiosid/dna.htm
http://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/Judaism/Lemba_Jews.html

Chat Contato Alienigena

2leep.com